Hoje eu senti desmedidamente a sua falta, e acabei colocando a culpa no clima, no tempo, no sol que se esqueceu de raiar alegre. Eu não sei como foi o seu dia, por isso ando meio perdida. A neblina combina muito com o meu estado de espírito, sem nitidez, confuso. Caramba, percebo que falo muito sobre a solidão, mas essa é uma forma de expulsá-la de casa. Todo mundo sabe que a solidão não paga aluguel, e por isso ela tenta fazer um favor aqui e ali, se passando por inspiração. Nada mais justo que eu tirar proveito dessas sensações bestas. É que eu queria ser só amor, sabe? Sem “mas”. Sem música que faz os olhos baixarem. Sem neblina pra encobrir a luz. Já te chamei pra ficar tantas vezes… Se realmente existisse transmissão de pensamentos, você saberia que ocupa minha mente o tempo todo, ainda mais em finais de dias como esse. Mas hoje é o meu coração quem te chama, por isso o fiozinho de esperança engrossou. Hoje me bateu uma certeza louca de que estarei em seu sonho. Hoje acho que vai ser mais fácil de compreender. Pois quando a voz vem de dentro, não importa onde você esteja, vai ouvir.

1 comentários:

@RyanAssuncao disse... 28 de junho de 2011 08:04  

Muito bom seu blog :D

Postar um comentário

About this blog

Um Pouquinho de Mim...

Minha foto
@MeelAguiar ''Enquanto eu tiver perguntas e não houver respostas... continuarei a escrever.''

Seguidores

Echo

Tecnologia do Blogger.